…A COMPLEXA COMPLEXIDADE DA VIDA…

complexidadeVida, realidade complexa experimentada por seres complexos chamados humanos, que vivem tentando minimizar sua própria complexidade e a da própria vida, mas sem êxito. Após tentativas frustradas colecionam-se frustrações.

Tenta-se responder a esta complexidade com argumentos simplistas demais, e por isso sem sucesso, pois o complexo não se define, não se explica, não se descreve, apenas se aceita.
As tentativas de responder ao complexo com o banal no máximo produz um existir “romântico ilusório” com curto prazo de validade, mas a complexidade estará sempre ali deixando evidente que nada mudou e que a sensação vivida é aquela onde a criança esconde o rosto e acha que ninguém está vendo, é complexo.

A complexidade da vida está intimamente ligada às diferenças, que se somam à impossibilidade de perceber e compreender plenamente o outro, ganha força nos “orgulhos” e “egoísmos”, características inerentes aos humanos, e é agravada por mecanismos de defesa que se manifestam, de forma inconsciente ou não, na auto vitimização, o que pode trazer certo alívio e proteção momentânea.

A complexidade avança através das múltiplas visões de mundo e formas de perceber e decifrar o seu entorno. Visões que são fruto da formação dos indivíduos orientada por “micro culturas” que se desenvolvem dentro de complexas “macro culturas”, que evidenciam particularidades e criam identidade.

A complexidade da vida também é percebida quando se reflete sobre a individualidade. Seres singulares, com “vontades únicas”, que podem até ser semelhantes a outras, mas na verdade são únicas. São sonhos pessoais e únicos. Expectativas pessoais e únicas. Medos e coragem únicos. Gostos pessoais únicos.

Assim é a complexidade da complexa vida. Na verdade, esta percepção é apenas uma dentre as outras bilhões diferentes no complexo mundo dos humanos. Diante disso surgem várias perguntas, a maioria sem respostas. Seria impossível viver? Seria viver, uma proposta inviável? Teria sido a humanidade ludibriada com uma proposta de existência impossível de ser vivida e praticada por conta da sua complexidade? Creio que não.

Os humanos podem viver e mesmo com toda complexidade desfrutar do que de bom a vida tem, mas abraçar a aventura da vida exige algumas posturas ou disposições interiores inegociáveis. É necessário ter consciência da complexidade e de que pouco se muda neste universo de complexidades. Aceitar o outro como é, como ser único que só mudará algo se ele quiser e se decidir lutar muito por isso. Decidir não exigir nada de ninguém, apenas oferecer e respeitar a singularidade alheia, assim como a própria.

Mas tudo isso é difícil e complexo, porque o ser humano é muito orgulhoso para aceitar o outro como é. É complexo, pois o ser humano tem dificuldade de abrir mão em favor do outro, por conta do egoísmo que o define. É complexo, pois o indivíduo humano sempre achará que está certo, e que a forma dele é a melhor ao invés de simplesmente ser quem é e permitir que o outro também seja quem é.

A conscientização à respeito da complexidade de viver, a meu ver, seria um grande passo. Não para tentar eliminar o que não pode ser eliminado, e com isso contabilizar ainda mais frustrações, mas um grande passo para lidar melhor com a inevitável complexidade de viver e experimentar o que de bom a vida oferece, relacionamentos. As relações humanas se não forem vividos como tentativas de mudar o outro podem ser muito agradáveis e podem gerar crescimento mútuo. Viver relacionamentos tentando mudar o outro significa negar o outro e não aceita-lo. Creio que aí está uma das raízes do preconceito de que natureza for, a não aceitação do outro.

Seria possível simplificar esta complexidade? Não, mas é possível conviver com ela. Viva. Seja você. Permita que o outro seja quem é. Aprenda e ensine. Seja. Viva.

 

Anúncios

~ por celsommachado em 13/07/2015.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: