A ALEGRIA DURA POUCO?

Diz o ditado popular que “alegria de pobre dura pouco”. Na verdade essa colocação é relativa, pois existem muitos pobres que são felizes a vida inteira. A alegria, que segundo o dicionário pode significar satisfação, regozijo, júbilo, pode durar pouco ou muito para qualquer pessoa independente se pobre ou rico. Apesar de representar uma das sedes do coração do ser humano, a visão de alegria que se tem é muito limitada, está sempre vinculada a momentos e a procura por saciedade quase sempre acontece distante da fonte.

Um grande exemplo disso é o carnaval. Emprestando parte da conhecida frase de Karl Marx, o carnaval, assim como o futebol, tem sido em nosso país o “ópio do povo”. É para muitos a possibilidade de encontrar e desfrutar da alegria. Uma alegria passageira normalmente seguida de efeitos colaterais extremamente desagradáveis, quando não fatais.

Paulo, escrevendo aos Filipenses no capítulo 4, versículo 4, diz: “Alegrem-se sempre no Senhor. Novamente direi: Alegrem-se!”. Aqui ele aponta o Senhor como a fonte inesgotável da verdadeira alegria onde devemos saciar nossa sede. Diferente de “ópios” que nos são oferecidos (e entre eles está a própria religião), o apóstolo Paulo fala de uma alegria concedida pelo Deus que provou seu amor indescritível por nós na cruz. Mais adiante, a declaração do versículo 13: “Tudo posso naquele que me fortalece” deixa claro como funciona essa alegria.

A verdadeira alegria tem a ver com contentamento. Quem está em contato com a fonte não precisa viver escravo de ansiedade e frustração, pois aprende a viver contente em qualquer situação. Se há fartura e as coisas vão bem, eu estou alegre, pois sei que tudo vem das mãos do Senhor e Ele está cuidando de mim. E se as coisas vão mal e há escassez, eu continuo alegre, pois sei que o Senhor está comigo e todo o consolo e suprimento necessários estão à minha disposição Nele. E, além disso, posso ter a esperança de que o Deus de toda a graça e misericórdia levará a bom termo a situação pela qual estou passando. Essa é a essência da verdadeira alegria.

Quanto tem durado a sua alegria? Porque morrer de sede se a fonte está dentro de você? Isso é verdade para aqueles que já receberam Jesus como seu Senhor e Salvador. Portanto, “Alegrem-se sempre no Senhor. Novamente direi: Alegrem-se!”

Anúncios

~ por celsommachado em 16/04/2010.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: